(85) 99917-7000
marketingproativajr@gmail.com
UFC - Campus do Pici, Bloco 711
Mídias Sociais:

3 Gatilhos mentais para impulsionar suas vendas

Desde o primeiro contato com o seu prospect, você está atrás de uma
afirmação: “sim, eu quero fechar com você”. Porém, até o prospect chegar a
esse ponto, ele tem que tomar diversas decisões que o façam ter vontade e
convicção de que fechar com você é o certo a se fazer. Então, escrevemos este artigo, com 3 gatilhos mentais para impulsionar suas vendas, para ajudá-lo nessa jornada!

Não seria fantástico se existisse alguma forma de persuadir o prospect a
tomar todas as decisões, que o levem até o ponto onde ele vai fechar com
você? Claro que seria! E para isso existem os gatilhos mentais, se você não
sabe como fazer isso, fica tranquilo, que nesse artigo vou te explicar:

  • O que é um gatilho mental
  • Para que serve um gatilho mental
  • 3 exemplos de gatilhos mentais

O que é um gatilho mental?

Segundo o vencedor do prêmio Nobel de economia, Daniel Kahneman, o
nosso cérebro funciona de duas formas, rápido e devagar. Rápido é a parte
inconsciente, aquela que você utiliza para andar, falar, respirar etc. Devagar é a parte racional, a que você tem que pensar para fazer. Ou seja, um é afetado pela emoção, pré-conceitos e outros comportamentos pouco racionais, o outro é afetado pela lógica, pelo raciocínio.

Um gatilho mental é uma frase, um sentimento, um ato que faz a pessoa
passar do modo devagar para o rápido, do modo consciente para o
inconsciente. Ou seja, eles são estímulos recebidos pelo nosso cérebro que
influenciam diretamente na tomada de decisão.

Para que serve um gatilho mental?

Imagine que você tem que ir de um ponto A até um ponto B, e o caminho
que você vai percorrer é de 10km. No entanto, o seu amigo conhece um atalho onde o caminho que você percorreria seria de 1km. Qual caminho você iria escolher? Claro que o de 1km! E é exatamente isso que o gatilho mental consegue fazer, ele funciona como um atalho até o fechamento do contrato.

Com isso em vista, é notório a utilidade dos gatilhos mentais não só
em vendas, mas também em diversos aspectos de nossas vidas. Além disso, é notável que os gatilhos mentais têm um caráter persuasivo, geram
engajamento e motivam as pessoas a tomarem uma decisão. Por isso, é
importante relembrar que persuasão difere de manipulação, pois esta está
fundamentada na mentira, enquanto aquela é fundamentada na verdade.

Agora que você já sabe o que é e para que serve um gatilho mental, veja
aqui 3 exemplos de gatilhos mentais.

Gatilho mental da prova social

Todos nos sentimos a necessidade de pertencimento, e nos baseamos
pela massa. Exemplo disso é que se você está em um lugar que não conhece
e vê dois restaurantes um ao lado do outro, porém um está cheio e com fila de espera, e outro está vazio. Na mesma hora você vai interpretar que o
restaurante vazio é pior que o cheio.

Por isso o gatilho de aprovação social é tão poderoso, pois ele usa esse
fato como gatilho, como forma de persuadir o cliente.Assim, a utilização desse gatilho pode ser feita de diversas maneiras, como usando depoimentos de pessoas e empresas famosas, usando cases de sucesso da sua empresa, usando números de pesquisas de satisfação, entre outros. Este é um dos gatilhos mentais essenciais para impulsionar suas vendas.

Gatilho mental da autoridade

É natural ouvirmos e seguirmos algo que pessoas de autoridade falam.
Se um médico fala que precisamos de um remédio, muito provavelmente ele está certo e, consequentemente, vamos fazer o que ele fala. Do mesmo jeito seria se um engenheiro falasse que a obra precisa de mais concreto, muito provavelmente ele está certo, e, consequentemente, irão fazer o que ele diz. Isso ocorre porque essas pessoas são autoridades nesses assuntos.

Portando o gatilho de autoridade é muito eficaz, e pode ser utilizado
mediante suas ações, ou seja, por meio da sua forma de falar, da sua postura, do seu conhecimento. Se mostre uma autoridade no assunto. Além disso, ele pode ser utilizado por meio da transmissão da autoridade de outros para sua empresa, por exemplo, supondo, a sua empresa utiliza uma solução

desenvolvida por um PhD famoso. Dessa forma você consegue persuadir seu cliente com o gatilho da autoridade.

Gatilho mental da reciprocidade

Algo que é presente em praticamente todos nós é a necessidade de
retribuir, ou seja, quando alguém faz algo por você, algo o impulsiona a retribuir a gentileza. Prova disso é a pesquisa feita na universidade de West Florida, pelo professor de psicologia, David Strohmetz. Essa pesquisa concluiu, dentre outras conclusões, que você precisa entregar algo de valor para gerar reciprocidade. Dessa forma, quando alguém te dá algo de valor, você sente uma vontade muito grande de retribuir.

Então, nota-se que o gatilho de reciprocidade é muito forte, e para
utilizá-lo existem diversas maneiras, como oferecer materiais gratuitos para os clientes, dá uma amostra grátis do seu produto ou serviço, produzir material de valor e disponibilizar ele, entre outros.

Conclusão

Portanto, agora, que você já sabe o que é, para que serve e alguns
exemplos de gatilhos mentais, está na hora de botar em prática, e vê o quanto eles vão te ajudar. Além disso, se você quiser descobrir outros gatilhos mentais, vale a pena conferir este artigo do Viver de Blog. Espero que você tenha gostado dessas gatilhos mentais que trouxemos para impulsionar suas vendas. E se você quiser ir além no crescimento da sua empresa faça agora o nosso diagnóstico gratuito, para podermos te ajudar mais utilizando da expertise de 18 anos no mercado de gestão empresarial!

Deixe uma resposta

Review

*