(85) 99917-7000
marketingproativajr@gmail.com
UFC - Campus do Pici, Bloco 711
Mídias Sociais:
como atrair novos clientes

Como atrair novos clientes

Com a popularização do empreendedorismo e o aumento da concorrência, tem se tornado cada vez mais difícil adquirir novos compradores. Mas será que você está seguindo o caminho correto para isso? Para uma empresa, a quantidade de consumidores dos seus produtos ou serviços é um dos indicadores mais importantes a serem mensurados e acompanhados. Por isso, são importantes as medidas que buscam fidelizar o seu cliente e mantê-lo consumindo a sua marca. Entretanto, nesse artigo irei falar sobre como podemos extrapolar esse número de clientes que já compram o que você oferta e atrair mais do seu público alvo. Vamos falar sobre como atrair novos clientes!

Você vai ler sobre:

  • Como atrair as pessoas certas
  • Como ser visto nas mídias sociais
  • A importância da inovação no modelo de negócio

Tempo de leitura: 4 minutos

A quem queremos atrair

Já que mencionei público alvo, é preciso salientar a importância de ter ciente quem é o consumidor do seu produto, pois assim teremos mais facilidade em nos comunicar com quem queremos atrair. Imagine uma loja que vende jogos de Video Games, por exemplo. Apesar de existirem exceções, o público que consome esse tipo de produto costuma ser bastante jovem, com idades entre 12 e 22 anos. Por isso, seria ilusório achar que um anúncio de jornal é uma maneira eficiente de trazer novos compradores, pois, se até a televisão é deixada de lado pelo público jovem, um jornal impresso traria um retorno quase inexistente.

Muitas empresas optam por deixar de lado a elaboração de um público alvo para focar em formas de divulgação que atinjam o máximo de pessoas e não as pessoas certas. Entretanto, essa estratégia de Outbound Marketing é perigosa, pois é possível que uma venda seja efetuada para uma pessoa que não é a certa para seu produto, provocando a insatisfação do cliente, que possivelmente não recomendará sua marca para ninguém ou até falará mal dela. Por isso a satisfação do cliente deve ser prioridade para a empresa.

É preciso ser visto

Para um consumidor, o primeiro contato com o estabelecimento deve ser uma boa experiência. Caso contrário, será muito difícil ele chegar a se tornar um cliente. Para estabelecimentos que recebem clientes presencialmente, como mercados e comércios varejistas ,por exemplo, o ambiente deve estar o mais acolhedor possível, com uma fachada chamativa e um espaço interno organizado.

Além disso, é preciso se atentar com o posicionamento nas redes sociais. Isso, porque se você deseja atrair novos clientes ao seu estabelecimento, não pode depender apenas de recomendações de terceiros. Por isso, é necessário se manter presente nas mídias sociais, disponibilizando conteúdos com frequência e que agreguem valor para quem os vê. Esse conteúdo, pode ser na forma de notícias, e-books, promoções ou qualquer informação que alguém com o perfil do seu público alvo poderia se interessar.

No livro “As Armas da Persuasão”, Robert B. Cialdini disserta a respeito de seis princípios utilizados para convencer pessoas e aumentar suas vendas. Esses princípios baseiam-se em reações subconscientes e involuntárias que fazem as pessoas estarem mais suscetíveis a cooperar com você. Assim, a produção de conteúdos gratuitos na internet, além de aproximar o estabelecimento do cliente, faz uso de dois princípios de persuasão: Autoridade e reciprocidade.

A autoridade, pois as pessoas costumam confiar mais em quem possui mais conhecimento técnico sobre o assunto pautado. Assim, produzir artigos e informativos são uma ótima forma de demonstrar esse conhecimento. Já o princípio da reciprocidade, por sua vez, consiste na reação que muitas pessoas têm de se sentirem obrigadas a retribuir um favor recebido. Então se você oferece gratuitamente um conteúdo que agregue valor, essa pessoa que acessou estará mais suscetível a retribuir esse favor consumindo seu produto (Mesmo princípio da amostra grátis).

Se reinvente

Uma vez que definimos o público que queremos atingir e estruturamos os canais de contato com ele, podemos falar de uma das melhores maneiras de atrair novos clientes: A inovação. Para alguns nichos de mercado, a inovação já é algo extremamente comum e necessário, como é o caso de lojas de roupas, que realizam periodicamente lançamentos de coleções novas. Além disso, outro exemplo é a indústria automobilística, que renova os modelos de carros anualmente, e é muito comum que esse tipo de organização tenha um setor dedicado exclusivamente para pesquisa, inovação e desenvolvimento.

Análise prática

Já que eu mencionei o setor automobilístico, vamos relembrar um pouco da história dele. No início do século passado, Henry Ford revolucionou o método de fabricação de carros da época. Assim, a Ford Motor Company foi a primeira a implementar o modelo de linha de produção, possibilitando a produção em massa do Ford modelo T e diminuindo significantemente o preço do veículo. O sucesso inicial foi enorme, mas tinha um porém: A Ford estava focando apenas em um produto. Assim, não importava os gostos, as preferências e o perfil do cliente, o modelo T era o único produzido e oferecido.

Enquanto isso, a General Motors, que era a principal concorrente da Ford, começou a investir na fabricação de modelos variados de carros, ampliando o seu público alvo. Então, aqueles com um poder aquisitivo maior, e que pudessem pagar por um carro mais luxuoso, poderiam sair do padrão Ford e comprar um carro com mais especificidades. Com o passar dos anos, a variedade e personalização da GM superou a praticidade e acessibilidade da Ford.

Sintetizando

Ou seja, sair da zona de conforto é essencial para expandir sua gama de clientes e precisamos identificar as oportunidades. Por exemplo, você sabia que a empresa Avon não começou vendendo cosméticos? Isso, porque David McConnel – fundador da marca- era vendedor de livros de porta em porta e começou a oferecer perfumes junto dos livros para atrair compradoras femininas. Não preciso nem dizer que a livraria Avon nunca foi inaugurada.

Como atrair novos clientes no seu ramo

Não estou dizendo para você tentar vender qualquer coisa aleatoriamente e mudar por completo o core business da sua empresa, mas sempre existem opções lógicas. Por exemplo, uma loja que conserta celulares pode muito bem vender cases e acessórios, como um “algo a mais” para seu consumidor. Uma empresa de contabilidade poderia se beneficiar bastante expandindo sua atuação para além do contábil e fiscal, trazendo soluções que diminuíssem a burocracia financeira ou jurídica, por exemplo.

Mas como sabemos a mudança certa a se fazer? Uma das soluções mais simples eu já mencionei nesse artigo, e é simplesmente o contato com seu público. Sua presença nas redes sociais também serve para colher opiniões e feedbacks sobre as demandas que seus clientes têm, para que você possa oferecer a solução, e quanto mais completa for sua proposta de valor, mais compradores serão atraídos.

Ainda, esse acompanhamento deve ser constante, pois não podemos esperar que uma ideia, por melhor que ela seja, se mantenha eficiente para sempre. O mercado é volátil e não vai parar de mudar, por isso os únicos dois tipos de empreendimentos que têm um futuro são aqueles que se adaptam às mudanças e aqueles que proporcionam as mudanças. Cuidado para não ficar para trás

Conclusão

Em síntese, para atrair novos clientes, contar com a sorte não é o suficiente. É preciso montar estratégias baseando-se no perfil da pessoa que você quer atrair, produzindo conteúdo e gerando valor para ela. Além disso, é importante utilizar desse contato com seus consumidores para obter informações e moldar sua empresa. Isso, para adaptar-se aos rumos que o mercado está tomando naquele momento ou até para buscar algo para revolucionar de fato seu modelo de negócio. Além disso, esse contato e busca por renovação deve ser periódico. Isso, porque as mudanças vêm muito rápido para ignorarmos, e o que poderia ser uma oportunidade acaba virando um problema.

Uma das formas de estruturarmos de fato como será esse modelo de atração de clientes é por meio de um planejamento estratégico. Como ele você pode definir os indicadores mais importantes para acompanhar, analisar as melhores mudanças a se fazer para acompanhar o mercado. Além disso, você pode até criar os planos de ação que ajudem a montar seu público alvo.

A Proativa oferece o serviço de planejamento estratégico, de forma adaptada para cada empresa. Através desse planejamento, é possível entender a realidade da sua empresa e descobrir como atrair novos clientes no seu segmento. Então, faça um diagnóstico gratuito e saiba mais sobre esse serviço que é um ramo importante da gestão estratégica.

Deixe uma resposta

Review

*