(85) 99602-6421
marketingproativajr@gmail.com
UFC - Campus do Pici, Bloco 711
Mídias Sociais:
Mapeamento de Processos

Desvendando o Mapeamento de Processos em 5 minutos

Você já tentou várias vezes identificar pontos de melhoria e não obteve sucesso? Você sabe o que são os processos de uma empresa? Ou como o mapeamento de processos pode ajudar seu negócio? 

Se essas perguntas já vieram na sua cabeça, hoje nós vamos te ajudar a respondê-las e a desvendar o mapeamento de processos desde o básico. Entenda como o mapeamento de processos pode reduzir custos invisíveis, agilizar etapas de fabricação e muito mais!

Nesse artigo você vai ler sobre:

  • O que é processo empresarial?
  • Como o mapeamento de processos pode ajudar a empresa?
  • Principais problemas resolvidos pelo mapeamento
  • 5 passos para um mapeamento

Tempo de leitura: 5 minutos

O que é processo empresarial?

Quando uma entrada – insumo – passa por uma transformação que a faz se tornar algo diferente do que era, por menos que seja, pode-se dizer que ela passou por um processo.

Por exemplo, ao colocar a carne (insumo) para moer, ela se transforma em carne moída (insumo transformado). Portanto, o conjunto dessas atividades cria o processo de moagem.

Assim, cada etapa pode ter vários processos, o que dificulta o gestor a ter domínio dos detalhes e da padronização, e aí está a necessidade do mapeamento de processos.

Como o mapeamento de processos pode ajudar sua empresa?

Todos os processos possuem níveis de detalhes e de informações que são de posse dos funcionários responsáveis pela execução, mas acabam passando despercebidos pelo gestor no cotidiano. Tendo isso em vista, com o intuito de mitigar esse problema, é conveniente ter um contato direto com os processos no dia a dia, mas sabemos que a correria do trabalho de um diretor nem sempre permite isso.

Então, a melhor maneira é buscar padronizar os processos e mapeá-los para conseguir enxergar essas atividades e processos.

Principais problemas resolvidos pelo mapeamento?

Na prática, é bastante comum ter empresas que se acostumam com seu jeito de trabalhar e não enxergam que alguma mudança, mesmo que mínima, poderia fazer uma grande diferença.

Por isso, uma boa forma de mudar esta situação é utilizar o mapeamento de processos como solução. Com ele, é possível atingir resultados e mitigar, por exemplo, os seguintes problemas:

Retrabalhos

É comum uma atividade ser realizada de uma forma e passar por um processamento muito similar ou de objetivo comum, causando trabalho duplicado na cadeia produtiva.

Responsáveis pela atividade

Existem situações, por exemplo, do estagiário e do analista fazerem uma atividade que poderia ser feita por apenas um deles. Essa situação demonstra as consequências de quando não se há processo padronizado, visto que pode subutilizar um e sobrecarregar outro, podendo gerar vários responsáveis pela mesma atividade, desnecessariamente.

Custos e desperdícios:

Assim como o mapeamento de processos pode reduzir os custos de produção, pelo mesmo intuito ele também evita desperdícios. Não há como ter desperdícios em um cenário controlado e entendido, pois tudo que não faz sentido precisa estar fora do processo e ser cortado.

5 passos para um mapeamento de processos:

1 – Delimite os processos

Defina quais entradas você fornece, por quais transformações elas devem passar e quais os resultados dessas transformações. Desse modo, você consegue identificar cada processo e o fluxo dos demais processos na etapa.

2 – Colete as informações

Alguns métodos que podem ajudar: questionários, entrevistas com os funcionários, observação direta, reunião de conflitos de ideias e documentos antigos. De posse desses dados, identifique o cliente externo, as ocorrências, as atividades, cliente interno e papéis funcionais. 

Para mais detalhes sobre esses termos, baixe nosso ebook de mapeamento de processos. Nele aprofundamos o texto deste blog.

3 – Desenho e modelagem

Analise os dados, busque identificar problemas, pense em melhorias, peça ajuda a pessoas mais experientes na identificação desses gargalos, como consultores de negócio. Por já terem mapeado vários processos, os consultores podem enxergar detalhes ocultos até para o próprio gestor.

Não esqueça de traçar objetivos, metas e prazos para o período de implementação e revisão. Além disso, utilize softwares como Bizagi Modeler para criar e simular o modelo reformulado.

4 – Implemente

Oriente todos os participantes do processo sobre o novo padrão a ser seguido. Providencie os materiais e os sistemas físicos que serão implementados. E em seguida inicie a execução desse novo modelo proposto.

5 – Revise e Refine

Observe os indicadores propostos, se as metas estão sendo alcançadas e repense melhorias para o modelo.

Conclusão

Mapeamento de processos é uma ferramenta poderosa, pode reduzir o tempo de fabricação, diminuir custos e gerar mais lucro para a empresa. Além disso, é uma ferramenta bastante intuitiva, entretanto não é necessariamente simples, assim, o gestor sozinho nem sempre consegue ter tanta maestria na realização.

Por isso, se torna necessária a ajuda de consultores de negócios experientes. Você sente que há muitas etapas que poderiam ser agilizadas? Sabe quais são os seus processos? Converse com um dos nossos consultores de forma gratuita!

Deixe um comentário

Review

*

Estamos online