(85) 99602-6421
marketingproativajr@gmail.com
UFC - Campus do Pici, Bloco 711
Mídias Sociais:

Entenda como medir a eficiência dos seus colaboradores

Você sente que seus funcionários podem produzir mais? Gostaria de diminuir o tempo de ociosidade de seus colaboradores? Acha que seus servidores não são eficientes no trabalho que executam, mas não sabe a maneira correta de mensurar isso? E se eu te disser que posso te ajudar a responder essas indagações, você acreditaria?
Após a leitura desse artigo, você não apenas vai conseguir quantificar a eficiência de seus funcionários, como também vai entender a melhor forma de motivá-los, e fazer com que eles produzam, cada vez mais, e melhor!

Tempo de leitura: 6 min

Você vai ler sobre:       

● Quais benefícios uma avaliação de eficiência traria para o seu negócio       

● Passo-a-passo dessa avaliação       

● A importância desse assunto para a sua empresa


Quais os benefícios uma avaliação de eficiência traria para o meu negócio?

 
Pensando em uma forma de aumentar a competitividade e estabilização da sua empresa nesse mercado quase que implacável, é essencial uma avaliação de eficiência dos colaboradores de sua empresa para termos como base características que gerem melhores e maiores resultados para aquele negócio.


Sigamos essa linha de raciocínio: vamos descobrir juntos no que os colaboradores são bons, como suas características podem ajudar a sua empresa, seus pontos de melhoria a serem trabalhados, discutir com os membros um plano para desenvolver tudo isso e, ao final, todo mundo alcançar os melhores resultados:       

● O funcionário se capacita e desenvolve sua carreira.       

● Você e sua empresa atingem seus objetivos e metas

O passo-a-passo dessa avaliação 

Inicialmente, para que você possa realizar uma análise que realmente traga resultados, faz-se necessário que os processos que esses colaboradores realizam estejam mapeados, e que esses dados estejam a disposição de todos, pois, caso isso não ocorra em seu empreendimento, o problema pode não ser necessariamente os seus colaboradores, mas a gestão de conhecimento que não é desempenhada de maneira eficiente. Contudo, se esses processos já estiverem estruturados de forma assertiva, e mesmo assim você nota que a eficiência não está adequada, está na hora de realizar uma análise mais aprofundada.


        1. Utilize-se de Indicadores!

Dependendo do tipo de empresa, os critérios para definir o que é “Ser eficiente” se diferem, por exemplo: Numa indústria de produção de peças – um ótimo critério que poderia ser utilizado seria um indicador de capacidade, pois eles mostram a capacidade de produção dos seus colaboradores em determinado tempo. Com ele, você consegue saber qual é a média de tempo para cada processo e assim respeitar o prazo determinado para cada um.


Já em uma clínica médica, a taxa de conversão de ligações em consultas é um bom método para se medir a eficiência do trabalho dos recepcionistas. Quantas pessoas têm sido atendidas? E quantas têm sido encaminhadas? Uma diferença muito grande entre os valores pode representar a insuficiência de profissionais nessa frente. Como consequência, você vai ter que enfrentar clientes descontentes com o tempo de espera até que sejam atendidos.


Você percebeu que estamos nos aprofundando em outro assunto? Pois, caso não, vou ressaltar aqui para você: A criação e utilização de Indicadores de desempenho. Estes, tornam-se necessários para uma avaliação mais assertiva dos resultados obtidos pela empresa, sejam eles individuais ou por grupo. As situações citadas acima exemplificaram o uso na prática dos indicadores.


Eles, por facilitarem a atualização constante, permitem que os gestores observem o quanto as metas estão próximas de serem cumpridas. Voltando-os para a aplicação em colaboradores, os indicadores de desempenho de cada profissional podem ser acompanhados por períodos. Assim, o gestor identifica possíveis problemas com maior facilidade — como, por exemplo, os índices de absenteísmo ou a queda do desempenho de um profissional, que podem significar desmotivação, problemas particulares ou até problemas com seus superiores imediatos ou colegas de trabalho.


        2. Cronoanálise: A inteligência sobre o tempo 

Após definido os indicadores que serão utilizados, o próximo passo é realizar as suas medições, e, para isso, uma ótima ferramenta que pode ser utilizada é a Cronoanálise. Essa ferramenta é bastante usada em várias empresas de consultoria do mundo, e baseia-se em medir os tempos que os colaboradores realizam suas respectivas funções. Ela tem como principais objetivos:
          ▪ Obtenção de informações estratégicas quanto aos índices de produtividade         

▪ Reduzir todos os custos de produção que envolvem o emprego de tempo, recursos humanos, financeiros e materiais para a elaboração de um determinado produto         

▪ Maior facilidade nos processos de tomada de decisão e um planejamento assertivo         

▪ Aumento do desempenho em todas as tarefas e processos         

▪ Aumento gradativo dos valores de faturamento e margem de lucro         

▪ Constante melhoria dos processos

Diante disso – com os indicadores estabelecidos e a Cronoanálise realizada – você será capaz de gerar um relatório de dados, que lhe dará sustentação para tomar as medidas cabíveis.


        3. Aplique a Avaliação 360º 

Objetivando que cada profissional tenha conhecimento do seu próprio desempenho na empresa, a Avaliação 360 Graus é uma ferramenta voltada para identificar e analisar as percepções individuais de colaboradores – sejam estes superiores, pares ou subordinados – fornecedores e clientes em relação a cada membro associado. Evidentemente, as informações são colhidas de forma anônima, impossibilitando que os funcionários saibam os autores dos seus feedbacks. O caráter discreto da obtenção de dados é crucial para uma maior veracidade, uma vez que impossibilita coação de outros membros.


Seu intuito é promover a melhoria contínua dos membros que fazem parte de uma empresa, principalmente daqueles que ocupam cargos de gestão, através de feedbacks pontuais, realizados por meio de um questionário. Além disso, cada profissional também tem a oportunidade de se auto avaliar, o que lhe dá uma perspectiva ainda mais precisa de seus diversos fatores comportamentais. Isso o ajudará a implementar melhorias e a fortalecer o que for necessário em seu dia a dia de trabalho.Entre os pontos avaliados na Avaliação 360º estão:
         

● Capacitação         

● Atitudes         

● Habilidades Técnicas       

 ● Pontos Fortes         

● Pontos de Melhoria         

● Perfil Comportamental

Desta forma, sem individualizar as opiniões, os colaboradores tomariam consciência de quais qualidades suas são admiradas pelo grupo e quais devem ser focadas para serem trabalhadas. Em seguida, de maneira semelhante à avaliação por competências, faz-se preciso implementar um plano de melhorias individuais e coletivas, buscando a evolução contínua do desempenho de todos e, consequentemente, da empresa.


A importância desse assunto para a sua empresa 

Você leu até aqui, neste momento com certeza já possui uma visão mais clara sobre o assunto. Nessa altura do texto já deu pra perceber como uma empresa focada no mesmo objetivo é maior e melhor do que aquelas não possuem todos os seus setores alinhados a um mesmo propósito.


Todavia, é importante salientar como a presença de um grande líder é crucial na construção e execução de tudo o que foi dito anteriormente, por isso que tal dar uma olhadinha no artigo O papel de um líder: 5 práticas para direcionar uma estratégia empresarial de excelência? Com certeza será de grande enriquecimento pessoal ver quais as principais tomadas de decisões que todas as grandes empresas de sucesso fizeram para alcançar a excelência.


Seguindo essas dicas com bastante atenção, você será capaz de medir a eficiência de seus colaboradores com eficácia, lembrando sempre que cada empresa possui uma realidade específica, por isso, a importância de se estudar bem o critério que será estabelecido. Cada funcionário possui a sua realidade, portanto, mesmo com o relatório de dados gerado, faz-se necessário avaliar com calma a ações que serão tomadas.


Vale ressaltar que, atualmente, a gestão estratégica de pessoas já não é mais um diferencial competitivo, mas um método essencial para que os profissionais desenvolvam competências e alcancem resultados que, sem estímulo e motivação de equipe, eles não seriam instigados a realizar.


Investindo nisso, sua equipe será eficiente e sua empresa capaz de competir com qualquer outro negócio do mesmo setor. A escolha é sua, o seu empreendimento será presa ou predador?


PS: Caso queira estruturar um processo validado, sugiro que você bata um papo sem compromisso com o nosso time de consultores ou, se preferir, faça o nosso diagnóstico gratuito. Tenho certeza que nós poderemos te ajudar.


Dicas de materiais relacionados ao assunto:
Cronoanálise – O Que é, Resultados e Objetivos – Negócio do Zero
Tudo sobre a Gestão de Indicadores Estratégicos, Táticos e Operacionais nas empresas – Siteware
Avaliação 360º: Guia Completo – Impulse

Deixe um comentário

Review

*

Estamos online