(85) 99275-4260
marketingproativajr@gmail.com
UFC - Campus do Pici, Bloco 711
Mídias Sociais:
indicadores financeiros

Indicadores financeiros que sua empresa precisa utilizar

Hoje, vivemos uma desafiadora realidade para acompanhar o desempenho financeiro ou permitir que stakeholders consigam avaliar a saúde do nosso negócio. Fazendo com que seja necessária a prática periódica de produzir demonstrativos financeiros. Um bicho de 7 cabeças, não? Na realidade, esse artigo vem para te provar justamente o contrário, utilizando alguns indicadores financeiros .

Se você não conhece esses indicadores, fica tranquilo, que nesse artigo separamos cinco dos principais indicadores para o seu negócio, explicando como você pode chegar neles, o que são e para que servem.

Neste artigo você irá aprender sobre:

  • Por qual motivo devo acompanhar os meus indicadores financeiros?
  • Capital de Giro;
  • Endividamento financeiro;
  • Giro de Estoque;
  • Ponto de Equilíbrio;
  • Custo de aquisição do cliente.

Tempo de leitura: 6 minutos

Por qual motivo devo acompanhar os meus indicadores financeiros?

É lindo quando nos deparamos com uma planilha cheia de dados quantitativos, né? No entanto, isso não é tudo, engana-se quem pensa que uma planilha repleta de valores vá direcionar para onde está a deficiência da empresa.

Na prática, quando se busca o caminho mais promissor, esses valores servirão como insumos para uma análise confiável, e os indicadores como uma bússola para guiar o empreendedor pelo caminho mais lucrativo.

Com isso em vista, podemos definir que os indicadores financeiros são métricas para avaliar e gerir melhor as suas finanças. Abaixo, elencamos alguns dos principais indicadores financeiros para o sucesso do seu negócio:

Capital de Giro

De forma bem direta, é possível afirmar que este indicador é o resultado da diferença entre os recursos disponíveis em caixa e a soma das despesas e contas a pagar. Além disso, para melhor compreensão, vale ressaltar que, tudo começa com um bom planejamento, detalhando gastos a curto e longo prazo e as possíveis entradas de dinheiro, controle é tudo!

Capital de giro = recursos disponíveis em caixa – (despesas + contas a pagar)

Endividamento Financeiro

O cálculo do Endividamento Financeiro (EF) é a relação entre o que a empresa deve e o que foi investido pelos acionistas:

EF = Dívida Bruta (de curto e longo prazo) / Patrimônio Líquido

Portanto, quanto mais elevado é esse indicador for, pior está a condição financeira da empresa. Nesse sentido, um indicador elevado pode acabar atrapalhando o levantamento de financiamentos futuros.

Giro de Estoque

Este indicador tem a função de mensurar a rotatividade do estoque da empresa, de tal forma, é possível descobrir a velocidade em que o inventário foi renovado, além de extrair, por meio do cálculo, o tempo médio de permanência de um produto antes da venda. Para calcular este indicador, basta aplicar a seguinte fórmula:

Giro de estoque = Quantidade de produtos vendidos / Total de processos no estoque

Para interpretar o resultado desse cálculo precisa-se pensar da seguinte forma: se o resultado for menor do que 1, significa que, ao final do período, sobraram produtos não vendidos no estoque. Se for maior do que 1, quer dizer que todos os itens foram renovados pelo menos uma vez no período avaliado.

Ponto de Equilíbrio

No ponto de equilíbrio, também chamado de break-even point, ponto de ruptura, ou, ainda, ponto crítico, o lucro da empresa é zero, ou seja, é quando os produtos vendidos pagam todos os gastos mas ainda não sobra nada para os donos do negócio. Para o cálculo do Ponto de Equilíbrio econômico, que também leva em consideração um lucro mínimo esperado pelos donos do negócio, tem-se:

Ponto de equilíbrio econômico = ( Custos e despesas fixas + Lucro mínimo ) / (Receita – Custos e despesas variáveis)

O ponto de equilíbrio mostra quanto a empresa precisa vender, em unidades, para ser lucrativa, esta é uma informação vital para a análise de viabilidade de um empreendimento ou da adequação em relação ao mercado.

Custo de Aquisição de Cliente

Em negócios tradicionais (vendas pontuais), o custo de aquisição de clientes (CAC) precisa ser menor que o valor médio do seu produto/serviço para o seu negócio ser saudável. De maneira simplificada, se você gasta em média R$ 500 para conquistar um novo cliente e o seu produto custa R$ 300, você terá um prejuízo de R$ 200 para cada cliente que você conquistar. Isso pode inviabilizar o conhecimento do seu negócio. Uma maneira simples de calcular o CAC da sua empresa é a seguinte:

CAC = (investimento em Marketing + investimento em Vendas) / número de novos clientes

Assim, basta comparar com seu custo médio de venda. Essa diferença pode te ajudar a acompanhar a saúde financeira da sua empresa e a viabilidade econômica do negócio.

Conclusão

Em suma, utilizar indicadores financeiros é essencial para o gerenciamento e saúde financeira do seu negócio. Se você ainda não faz o acompanhamento dos indicadores financeiros da sua empresa, faça o download de nossa planilha de fluxo de caixa, ou, para maiores informações, entre em contato conosco. Por fim, se você quiser conhecer outros indicadores financeiros recomendamos este artigo da Conta Azul.

Deixe uma resposta

Review

*